Quem pensa que um show de música sertaneja em um teatro em pleno dia de semana à noite com a participação de cerca de 500 estudantes de ensino médio é algo distante da realidade, é porque não conhece os projetos da Escola Estadual Pedro Evangelista Diniz, em Ibirité, na região metropolitana de Belo Horizonte.

Na noite da última terça-feira (10/9), as 14 turmas do 1º ao 3º ano do ensino médio dos turnos da manhã e noite da instituição de ensino participaram da culminância da quarta edição do projeto Pedro Mais As Artes. O Teatro Municipal de Ibirité, com a capacidade para 800 pessoas esgotada, das 19h30 às 21h30, foi palco para o “Batidão Sertanejo”, tema do projeto em 2019, que buscou um passeio pelo estilo musical desde sua expressão “raiz” até a mais atual, chamada de “universitário”.

Apresentação da E.E. Pedro Evangelista Diniz lotou o Teatro Municipal de Ibirité. Foto: Divulgação

Os alunos se dividiram em grupos para mostrar, por meio de diversas expressões artísticas, a linha do tempo da música sertaneja desde a época da dupla Tonico e Tinoco, que gravou seu primeiro álbum em 1945. De acordo com o diretor da E.E. Pedro Evangelista Diniz, Geraldo Magela, o comprometimento desde o início do terceiro bimestre, que é o período em que o projeto começa a ser trabalhado em sala de aula, levou ao sucesso da apresentação de todos os estudantes, que foram assistidos pelos seus familiares e professores.

“Cada grupo tinha seus professores referência, já que é um projeto interdisciplinar, e escolheu a música que ia ser tema da apresentação. Tivemos desde canções dubladas, como também espetáculos de dança e até interpretações e performances ao vivo. Tanto os estudantes quanto os professores se envolveram de uma forma que o resultado não poderia ter sido melhor”, explicou Magela.

A atração no teatro da cidade contou com a parceria da Prefeitura Municipal de Ibirité, que cedeu o espaço à escola, e também com a participação de artistas locais que se apresentaram de acordo com o tema do projeto.

Apresentação foi a culminância de projeto multidisciplinar desenvolvido com alunos do ensino médio. Foto: Divulgação

Pedro Mais as Artes

Idealizado pela professora de artes da Escola Estadual Pedro Evangelista Diniz, Ângela Cristina Gonçalves, que orienta a condução das atividades juntamente com o professor de educação física Alexsandro Nunes, o projeto tem o objetivo de promover vivências nas mais diversas formas de expressão da arte: visual, audiovisual, teatro, dança, música, entre tantos outros.

Para isso, são desenvolvidas atividades que, além de apresentar novas possibilidades, buscam a valorização do conhecimento prévio dos estudantes nas diversas linguagens artísticas, a parceria com a comunidade escolar e outras instituições e a promoção de um ambiente cultural mais rico na escola.

O nome do projeto faz alusão ao personagem de Monteiro Lobato, Pedro Malasartes, que ao fazer uma sopa de pedras, conquistou parcerias capazes de transformar a refeição em uma sopa de verdade.

Os alunos se dividiram em grupos para mostrar, por meio de diversas expressões artísticas, a linha do tempo da música sertaneja. Foto: Divulgação