Um grupo de nove estudantes da Escola Estadual de Pedras de Maria da Cruz, do município de mesmo nome, no Norte de Minas, estiveram na Cidade Administrativa, sede do Governo de Minas, no último mês, para conhecer a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG). Na ocasião, o grupo foi recebido pelo secretário de Educação, Igor de Alvarenga, e pôde conversar sobre a experiência de colocar em prática o Projeto Iniciação Científica na Educação Básica (ICEB).

A escola, que integra a circunscrição da Superintendência Regional de Ensino (SRE) de Januária, teve o projeto “Entre linhas e traçados: Um estudo interdisciplinar do município de Pedras de Maria da Cruz” selecionado. Sob a orientação da professora Júnia Maria Oliveira, a temática escolhida foi a de Memória e Patrimônio Cultural.

O Projeto Iniciação Científica na Educação Básica tem por finalidade fomentar o protagonismo juvenil, o desenvolvimento de competências e habilidades inerentes à pesquisa, conforme previsto na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e nos Currículos Referência de Minas Gerais (CRMG), bem como o cumprimento de ações voltadas à educação das relações étnico-raciais, em consonância com as Leis nº 10.639/2003 e 11.645/2008.

“O Núcleo de Iniciação Científica surgiu a partir do edital da SEE/MG e nós montamos um projeto de pesquisa voltado para a História e Geografia do nosso município. Esse projeto foi selecionado e iniciamos no ano passado o desenvolvimento do trabalho de pesquisa. Há pesquisa de campo, pesquisa bibliográfica, aspectos geográficos envolvendo o Rio São Francisco, focando, ainda, na parte histórica a figura de Maria da Cruz ,da mulher que leva o nome da cidade”, detalha a orientadora Júnia que conta que ao final do trabalho será publicado um e-book (livro digital) com linguagem científica. A previsão é de que até dezembro de 2022 a pesquisa seja concluída.

O projeto tem despertado a curiosidade e muito aprendizado das alunas. “O mais legal foi conhecer as histórias dos antepassados do local onde a gente vive. Estamos descobrindo muitas coisas. No nosso e-book optamos por não incluir fotos. Realizamos um concurso de desenho na escola para ilustrar os principais pontos. Foi perfeito”, ressaltou a estudante do 2º ano do Ensino Médio, Izabela de Almeida, em conversa com o secretário Igor de Alvarenga.

O objetivo do ICEB é intensificar o estudo e a reflexão dos Temas Contemporâneos Transversais, por meio da aplicação de metodologias científicas, possibilitando que os estudantes identifiquem e proponham soluções para as situações-problema de seu contexto social. Além disso, visa incentivar, apoiar, valorizar e dar visibilidade à produção e compartilhamento de conhecimentos e saberes, a partir do ensino e aplicação de metodologias de pesquisa científica.

A SEE/MG apóia projetos em todas as regiões do Estado, que contemplam as áreas de conhecimento: Ciências da Natureza e suas Tecnologias; Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias; Ciências Humanas e Sociais Aplicadas.