Estudo está em sua segunda fase de coleta e pretende traçar um diagnóstico da situação de saúde e de trabalho do professor na retomada das atividades presenciais

Pesquisadores da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) estão realizando a segunda etapa de coleta da pesquisa “Condições de saúde e trabalho de professores da rede pública estadual de Minas Gerais: estudo de coorte – Projeto ProfSMinas”. O estudo, que é apoiado pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG), pretende, nesta segunda fase, entender a realidade dos professores neste momento de retomada das atividades presenciais.

“No primeiro momento, coletamos o dado no auge do isolamento social e, agora, com a retomada das atividades presenciais, vamos ter a possibilidade de traçar um diagnóstico da situação tanto de saúde quanto das questões relativa ao trabalho do professor, de como ele está vendo este momento de retomada e se sentindo nesse momento”, explica a professora e uma das coordenadoras do projeto ProfsMoc, Dra. Desirée Sant Ana Haikal.

Para participar da pesquisa é fácil! Todo professor da educação básica da rede estadual pode participar. Basta que o docente responda a um questionário, por meio de celular ou computador com acesso à internet. No formulário, os educadores deverão responder a questões sobre as características sociodemográficas, condições e relação com o trabalho, práticas vocais, condições de saúde, incluindo saúde mental, atividade física, alimentação, considerando a relação com a pandemia da Covid-19.O preenchimento do documento pode ser feito até o dia 15 de dezembro. Clique AQUI para acessar.

A subsecretária de Ensino Superior da SEE/MG, Augusta Fagundes, destaca a importância da participação dos educadores na pesquisa. "Esta é uma etapa que se mostra de extrema importância para fortalecer ações mais eficazes, propositivas e integradoras sobre o cuidado com a saúde do professor”.

Resultados iniciais
A primeira etapa de coleta da pesquisa teve como objetivo conhecer as condições de saúde e trabalho dos professores da rede estadual de ensino durante a pandemia da Covid-19. O estudo foi realizado no período de 20 de agosto a 10 de setembro, por meio de formulário eletrônico.

O relatório final da coleta demonstrou que são pontos de atenção: atividades físicas, alimentação e a questão vocal do profissional da educação. O estudo foi utilizado para produção de diversos artigos que foram publicados em revistas nacionais e internacionais.

O consolidado dos principais resultados do estudo foi disponibilizado para a SEE/MG, Superintendências Regionais de Ensino e escolas. O relatório também pode ser consultado no site da Escola de Formação. Clique AQUI para acessar.