Cerca de 100 servidores das SREs participam da formação. Crédito: SEE/MG/Divulgação

Começou na terça-feira (30/11) e vai até esta quinta-feira (02/12) o encontro preparatório para servidores das Superintendências Regionais de Ensino (SREs) que acompanham o Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI). A formação ocorre de forma presencial, em Belo Horizonte, e pretende preparar os servidores para que eles possam formar as equipes escolares das unidades de ensino que receberão a expansão da modalidade no próximo ano. Ao todo, 100 servidores participam do encontro formativo.

A formação é realizada pela equipe de implementação do EMTI da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG), em parceria com o Instituto de Corresponsabilidade pela Educação (ICE).

A partir de 2022, o EMTI será realidade em 601 escolas das 47 SREs e a atuação dos servidores das regionais é de extrema relevância para que a implantação seja feita de maneira exitosa. De acordo com a coordenadora do EMTI na SEE, Claudia Maria da Silva Lobo, a formação vai propiciar que a implementação da modalidade ocorra com todo cuidado e qualidade. “O encontro preparatório amplia e aprofunda conhecimentos sobre todo o referencial teórico da metodologia da Escola da Escolha permitindo aos servidores da rede estadual de Minas atuarem com mais autonomia junto às escolas”, afirmou.

EMTI em Minas

Desde o início desta gestão, a Secretaria de Estado de Educação vem investindo na ampliação e reestruturação do EMTI em Minas. De 77 unidades em 2019, saltou para 391 em 2021, chegando ao total de 601 escolas de EMTI em 2022, das quais 149 ofertam a modalidade EMTI Profissional.

A partir de 2019, a SEE/MG, com o apoio de uma rede de parceiros, reformulou a matriz curricular do programa, tanto do ponto de vista da alteração didática, como em termos de sua sustentabilidade financeira e operacional. Hoje, o currículo integrado à Educação Profissional e Tecnológica, já em conformidade com o Novo Ensino Médio, traz para Minas Gerais quatro aspectos que se interligam de forma harmônica: a Base Nacional Comum Curricular, a Base Técnica específica, a Formação Diversificada e a Preparação Básica para o Trabalho e Empreendedorismo.

Na modalidade EMTI Profissional, os estudantes ainda têm a oportunidade de participar de cursos técnicos, como: Açúcar e Álcool, Agroecologia, Agronegócio, Agropecuária, Celulose e Papel, Desenvolvimento Cultural, Desenvolvimento de Sistemas, Eletroeletrônica, Eletrônica, Eletrotécnica, Informática, Logística, Marketing, Mecânica, Química, Recursos Humanos, Segurança do Trabalho e Transações Imobiliárias.

Enviar para impressão