Provas serão aplicadas até o dia 10 de dezembro em escolas das redes estadual e municipais

Até o dia 10 de dezembro, as escolas das redes estadual e municipais de Minas Gerais estarão aplicando as provas do Sistema Mineiro de Avaliação e Equidade da Educação Pública (Simave). A iniciativa é uma política pública da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) que tem o propósito de fomentar a melhoria da qualidade e equidade da educação.

“As avaliações buscam aferir todas as dimensões do sistema educacional da rede pública estadual. Elas analisam os resultados alcançados em sala de aula, na escola e no sistema; na ação docente, no gerenciamento escolar e nas políticas públicas para a educação, e no nível de aprendizagem na alfabetização e nos conteúdos básicos do ensino fundamental e médio”, destaca a diretora de Avaliação dos Sistemas Educacionais da SEE/MG, Núbia Vieira de Souza.

O Simave é dividido em duas avaliações: o Programa de Avaliação da Rede Pública de Educação Básica (Proeb), que contará com a participação dos alunos do 5º e 9º anos do ensino fundamental e do 3º ano do ensino médio; e o Programa de Avaliação da Alfabetização (Proalfa), no qual farão as provas os alunos do 2º ano do ensino fundamental.

Mobilização na Escola Estadual João Walmick, em Ipatinga . Foto: Arquivo da Escola

Mobilização
Para que os estudantes entendam e participem das provas, as unidades de ensino realizaram várias ações de mobilização, como divulgação da data de aplicação das avaliações à comunidade escolar, envio de mensagens digitais e impressas, bilhetes e cartazes. Além de publicações nas redes sociais.

Na Escola Estadual Padre Rogério Abdala, no município de Monsenhor Paulo, os testes serão aplicados nesta terça-feira (30/11) e a mobilização foi grande, como conta a diretora, Rosiane Cristina Silva Cauvilla. “Usamos muito as redes sociais e os professores que são representantes de turma também fizeram esse elo com os alunos. No dia da prova, vamos fazer um lanche especial. Também trabalhamos com os estudantes a nota atual da escola e mostramos que é importante sempre aumentar e não diminuir. Sempre mostrando que a participação deles é muito importante”. Na unidade de ensino, farão as avaliações os alunos do 9º ano do ensino fundamental e do 3º ano do ensino médio.

Na Escola Estadual Monsenhor José Guimarães Fonseca, em Três Corações, os estudantes também ajudaram na mobilização. “A mobilização foi realizada através de vídeos produzidos pelos alunos incentivando os colegas. A equipe pedagógica divulgou cartazes informativos e motivacionais nas redes sociais e enviou bilhetes aos responsáveis informando sobre a importância da participação dos estudantes”, conta a diretora, Vera Lúcia de Oliveira Rezende.