Ao todo, foram certificados 2.828 profissionais da rede estadual de ensino

A Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) divulgou, nesta sexta-feira (12/11), no Diário Oficial de Minas Gerais, o resultado final do Processo de Certificação Ocupacional de Diretor de Escola Estadual. Em todo o Estado, 2.828 profissionais foram aprovados no processo. A validade da certificação é de quatro anos, a contar da data de publicação do resultado final.

Foram inscritos no processo 23.636 candidatos, dos quais 10.893 estiveram efetivamente presentes no dia da prova objetiva, aplicada em 24/10/2021, em todos os 45 municípios sede das Superintendências Regionais de Ensino de Minas Gerais.

De acordo com o Edital SEE nº 02/2020, a Certificação Ocupacional de Diretor de Escola Estadual é concedida aos participantes que cumprissem cumulativamente todas as exigências do Edital e que obtivessem pontuação igual ou superior a 60% na prova objetiva.

O atual Processo de Certificação Ocupacional de Diretor de Escola Estadual começou a ser realizado em 2020, com a inscrição dos interessados em participar da iniciativa, e foi interrompido devido às restrições da pandemia da Covid-19.

Processo de Certificação Ocupacional de Diretor de Escola Estadual

O procedimento é pré-requisito para quem deseja se candidatar ao cargo de diretor na rede pública estadual, em futuros processos de escolha ou nos casos de afastamento temporário ou de vacância no cargo de diretor das escolas estaduais. A validade da certificação, conforme o edital, é de quatro anos.

Participam do processo de certificação, professores de educação básica ou especialistas em educação básica, com cargo efetivo, função pública estável ou convocado. Além disso, é necessário ter curso superior de licenciatura plena em Pedagogia ou licenciatura plena ou bacharelado /tecnólogo acrescido de Formação Pedagógica de Docentes.

Vale salientar que o processo de Certificação Ocupacional não se constitui como concurso público para o cargo de diretor. Da mesma forma, a aprovação não se reverte em nomeação para o cargo, servindo apenas como credenciamento dos servidores junto à SEE/MG.