Formação desenvolvida pela STEM Brasil estimula a realização de atividades práticas que facilitam o aprendizado de conceitos teóricos

Em 2021, a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) ampliou o número de escolas que ofertam o Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI) e para auxiliar os educadores na realização das atividades com os estudantes, a parceria com o STEM Brasil, desenvolvido pela ONG Educando by Worldfund, também foi intensificada.

A partir da parceria, os educadores terão acesso a uma formação exclusiva, seguindo uma metodologia própria, que enfatiza a mão na massa para dar vida ao currículo obrigatório de ciências e matemática. As técnicas de ensino são baseadas em atividades práticas, que facilitam o aprendizado de conceitos teóricos. Além disso, os professores têm a oportunidade de participar da Comunidade de Aprendizagem Virtual (CAV) e podem postar diversos trabalhos que são socializados em vários estados. A formação envolve quatro áreas: física, química, biologia e matemática.

A parceria entre a SEE/MG e o STEM Brasil começou em 2020. Durante os meses de outubro a dezembro, foram promovidas formações para cerca de 1500 professores de matemática, biologia, química e física. Eles representaram 273 escolas de EMTI. Também foi realizado um webinar on-line, que contou com a participação de professores e gestores escolares.

Segundo a coordenadora do Ensino Médio em Tempo Integral da SEE/MG, Cláudia Lobo , a ampliação da parceria se deve ao sucesso das formações realizadas em 2020. “Para este ano, iremos ampliar o número de profissionais inscritos na plataforma. Com esta parceria, os professores passam a contar com a expertise do STEM para o desenvolvimento de atividades lúdicas e consequente enriquecimento dos conteúdos de física, química, biologia e matemática, implementando as práticas experimentais”, afirma.

EMTI em Minas Gerais

Em Minas Gerais, a SEE/MG está expandindo esse tipo de ensino de maneira a possibilitar que mais alunos possam se matricular na modalidade. Em 2019, 78 unidades ofertaram o ensino integral. Em 2020, com a expansão, o número subiu para 274. Já em 2021, são 399 escolas de EMTI, distribuídas nas 47 Superintendências Regionais de Ensino (SREs), ofertando mais de 67 mil vagas.

Do total de escolas EMTI, 66 ofertarão cursos técnicos. Em todo o estado, são 15 diferentes opções: Açúcar e Álcool; Agroecologia; Agronegócio; Agropecuária; Celulose e Papel; Desenvolvimento Cultural; Desenvolvimento de Sistemas; Eletroeletrônica; Eletrônica; Informática; Logística; Mecânica; Química; Segurança do Trabalho; e Transações Imobiliárias.