Em Minas Gerais, o cardápio de alimentação escolar é produzido por uma equipe de nutricionistas da Secretaria de Estado de Educação. Os cardápios atendem às novas recomendações do FNDE em relação aos parâmetros nutricionais, como também à forma de apresentação das informações contidas nas cartilhas, como separação por tipo de preparação, consistência e as informações nutricionais referentes a cada preparação.

O Conselho de Alimentação Escolar de Minas Gerais tem a função de fiscalizar e assessorar, permanentemente, o destino dos recursos para alimentação escolar. É composto por representantes da Secretaria de Estado de Educação, do Conselho Regional de Nutricionistas, do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais, pais e alunos. O Conselho também garante a adequada realização do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) de merenda escolar.

Cardápios