Ações foram realizadas na última semana

Nas escolas da rede estadual de ensino, a última semana foi marcada por ações que promoveram as culturas locais e a divulgação dos trabalhos realizados ao longo do ano. As escolas participaram da “Semana da Educação para a Vida”, iniciativa instituída pela Lei Federal nº 11.988/2009, que tem por objetivo colocar em evidência a reflexão sobre valores necessários à vida em sociedade e ao exercício da cidadania, tendo como aporte o respeito e valorização das diferenças culturais, étnicas, de gêneros, deficiências, entre outras.

Na Escola Estadual Senador Levindo Coelho, no município de Ubá, as ações da Semana foram promovidas por meio da Gincana “Diálogos Abertos com a cidade”, que é realizada desde 2014 na escola. “A Gincana já é tradicional na escola e sempre buscamos colocar o foco no ser humano, no respeito pelo próximo e na socialização. Para montar as equipes, por exemplo, sempre misturamos os alunos do 1º, 2º e 3º anos do Ensino Médio em uma mesma equipe. Queremos que haja mais envolvimento entre eles”, destaca a diretora da escola, Valdezita Paula Lopes Barbosa.

A Gincana contou com provas de dança, música, desfiles, provas de conhecimentos gerais e o incentivo à arrecadação de alimentos e brinquedos. “A meta de uma das provas é ajudar o próximo, por isso os alunos arrecadam alimentos e materiais de limpeza, brinquedos e livros de literatura. Tudo é doado para instituições da cidade”, afirma a diretora.

Estudantes arrecadaram alimentos e doaram para instituições do município. Foto: Aquivo Pessoal

A aluna do 3º ano do Ensino Médio, Maria Eduarda Soares Cardoso, conta que a ação movimenta toda a escola e faz com que os estudantes sejam pessoas melhores. “Ela é sempre baseada em ajudar o próximo. Recolhemos alimentos e brinquedos para ajudar crianças carentes no natal. Além disso, as provas são sempre voltadas para o conhecimento escolar e da vida”, conta.

Já na Escola Estadual do Povoado de Cristianópolis, em Santo Antonio de Jacinto, o objetivo foi apresentar para a comunidade os projetos desenvolvidos. Os alunos realizaram o desfile do Concurso de Beleza, fizeram a exposição das produções realizadas no Sarau e a leitura das produções textuais. Também foi realizada a final do projeto Soletrando. A professora de Língua Portuguesa Shirlei Kawauche Jardim destaca a importância da realização dos projetos para o aprendizado dos alunos. “Através dos projetos, é possível desenvolver competências e consolidar habilidades de forma mais descontraída e divertida”, diz.

Na Escola Estadual do Povoado de Cristianópolis, a Semana da Educação para a Vida foi utilizada para a culminância de diferentes projetos. Foto: Arquivo Pessoal

Feira de Ciências

O último sábado (24/11), as escolas da rede estadual de ensino realizaram Feiras de Ciências. As atividades contaram com a participação das comunidades escolares. Na Escola Estadual Oswaldo Cruz, em São João Nepomuceno, por exemplo, o tema foi reciclagem.

“No início do ano fizemos uma reunião com os representantes de turma e eles tiveram a oportunidade de dar sugestões. Ficou decidido que, para a mostra, o tema seria reciclagem. Dividimos os alunos em grupos e os estudantes do Ensino Médio produziram jogos pedagógicos que serão utilizados pelos alunos menores na hora do recreio. Os alunos dos anos finais do Ensino Fundamental trabalharam com jogos africanos, para comemorar o Dia da Consciência Negra. Já os estudantes dos anos finais fizeram objetos que pudessem ser utilizados pela escola, como vassouras de garrafa PET, regadores de jardim, entre outros”, conta a supervisora pedagógica da escola, Jordana de Moura. Os alunos da Educação Integral também participaram e produziram sabão, que será utilizado pela escola e que foi distribuído para a comunidade.

Na Escola Estadual Oswaldo Cruz o tema da Feira de Ciências foi reciclagem. Foto: Arquivo da Escola

De acordo com a supervisora, a intenção da escola foi fazer com que os alunos entendessem que as coisas que eles jogam fora podem ser utilizadas para outros fins. “Muitas coisas que foram feitas surgiram da criatividade dos alunos. Eles pesquisaram muitas coisas, mas também tiveram a oportunidade de criar”, conclui.

No regular, a aluna do 7º ano do Ensino Fundamental, Keuy Silva, produziu vassoura e pás com materiais que recolheu com sua família e também ajudou na produção do sabão na Educação Integral. “Foi muito bom participar. Aprendemos a fazer muita coisa e também vimos objetos que foram produzidos por nossos colegas com materiais reciclados. Eu achei mais legal os puffs feitos com garrafas”, contou a estudante.

Enviar para impressão