Vídeo exibido na Página da Secretaria de Estado de Educação no Facebook recebeu o maior número de “likes” do dia 30 de junho até às 12h do último domingo (01/07)

O vídeo “Você pode ser o que você quiser” produzido por alunos e professores da Escola Estadual Delfim Moreira, no município de Santa Rita do Sapucaí, foi a produção que recebeu mais likes” na página da Secretaria de Estado de Educação no Facebook. O vídeo esteve entre os 10 vencedores do concurso pedagógico “Desconstruindo práticas machistas no cotidiano da escola” e, por receber o maior número de curtidas, se tornou o destaque do concurso. O concurso é uma iniciativa da Secretaria de Estado de Educação, em parceira com a Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania de Minas Gerais (SEDPAC).

Até as 12h do último domingo (01/07), o vídeo “Você pode ser o que você quiser” tinha recebido 556 “likes”, enquanto o segundo lugar, “Mexeu com uma, mexeu com todas”, produzido pela Escola Estadual João XXIII, em Itajubá, recebeu 347 curtidas. Os vídeos foram colocados para votação do dia 30 de junho até às 12h do dia 01/07.

O objetivo do concurso foi debater o machismo e a importância da desconstrução dessa prática dentro das escolas. Cada escola estadual pôde enviar dois vídeos, um sobre cada eixo: “Empoderamento de Jovens Meninas”, que trata do reconhecimento das mulheres na sociedade, do seu valor, de suas conquistas e de suas lutas por direitos; e “Meninos Pelo Fim da Violência”, que pretende mostrar os jovens adolescentes como não como protagonistas dos atos violentos, e sim da luta pelo fim deles.

Os vídeos foram totalmente produzidos pelos estudantes, do roteiro à edição, e realizados com celulares, câmeras digitais ou outros equipamentos de filmagem. As inscrições ocorreram entre 08/03 a 18/05 e a seleção foi feita pela equipe de Coordenação de Direitos Humanos e Cidadania da Secretaria de Estado de Educação e da Subsecretaria de Políticas para as Mulheres, da SEDPAC.

Todos os vídeos vencedores serão veiculados também na programação da Rede Minas a partir de novembro, após a vedação do período eleitoral, e os estudantes produtores ganharão uma visita ao Plug Minas, em Belo Horizonte, para conhecerem mais sobre o espaço onde o foco é o protagonismo juvenil.