Começou nesta quinta-feira (12) a Formação do Terceiro Módulo do Pacto Nacional de Aprendizagem na Idade Certa (PNAIC), em Belo Horizonte, realizada pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE) em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação de Minas Gerais (Undime/MG).

O auditório do Teatro Icbeu, que estava com todas as cadeiras ocupadas, serviu de sede para o encontro de profissionais das redes municipais e estaduais de ensino da Educação Básica e, pela primeira vez em 6 anos de PNAIC, também da Educação Infantil, além de articuladores e mediadores de aprendizagem das escolas incluídas no programa Novo Mais Educação.

O objetivo é promover a formação continuada dos educadores para garantir a alfabetização completa dos estudantes até o 3° ano do Ensino Fundamental, com o diferencial, desde 2017, de já preparar os alunos da Pré-Escola para os processos de escrita e leitura e reforçar o aprendizado dos jovens do 4° ao 9° ano incluídos no Novo Mais Educação. Ao todo, serão 1.180 formadores locais e 822 coordenadores locais que estarão presentes durante todo o processo do terceiro módulo para repassar o conteúdo aos educadores de suas escolas e municípios. Aproximadamente 19 mil professores e coordenadores pedagógicos serão indiretamente formados.

Ao todo, serão 1.180 formadores locais e 822 coordenadores locais que estarão presentes durante todo o processo do terceiro módulo do PNAIC. Foto: Franciele Xavier (ACS/SEEMG)

Para isso, no dia de abertura do terceiro módulo, o formador Rogério Correia, da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (Fae/UFMG), uma das sete universidades parceiras do programa, repassou os seus conhecimentos de forma lúdica e divertida, assim como o processo de ensino, aprendizagem e formação de crianças da Educação Infantil e até o 3° ano do Ensino Fundamental pode ser. "É importante introduzir brincadeiras e jogos que sejam interligados a assuntos e práticas diretamente ligados à educação infantil e, muitas vezes, os instrumentos que os educadores têm, além de seu conhecimento e concepção sobre o assunto, são os movimentos do corpo e a voz . No caso da escrita e da leitura, por exemplo, por que não apresentá-las por meio de danças, cantos, melodias e cantigas infantis?", levantou o professor.

O encontro reuniu formadores regionais e locais de todos os territórios de Minas Gerais, que serão responsáveis por repassar o conteúdo aprendido para seus colegas professores e coordenadores pedagógicos nos municípios e escolas onde atuam. A educadora e formadora local Gislaine de Freitas veio de Viçosa e considera de grande valia a experiência e a troca de ideias. “Nunca imaginei participar de uma formação continuada que me proporcionasse tantas boas vivências. Muito bom sair do nosso mundo fechado e conhecer, por exemplo, a realidade dos educadores de outros municípios. O material é riquíssimo e vai possibilitar uma boa troca com as professoras e coordenadoras da minha cidade, principalmente em questões como a leitura, a escrita e o brincar no processo de ensino e aprendizagem. Acho que programas assim devem continuar porque, além de nos enriquecer intelectualmente, faz com que a gente não fique estagnado, pensando que já sabe de tudo, e vá atrás de novos conhecimentos”, disse Gislaine.

O objetivo é promover a formação continuada dos educadores para garantir a alfabetização completa dos estudantes até o 3° ano do Ensino Fundamental. Foto: Franciele Xavier (ACS/SEEMG)

Para a analista educacional e coordenadora na Diretoria de Apoio à Educação Infantil da SEE, Maria do Carmo Rezende, a formação para os educadores da pré-escola é uma conquista histórica e o PNAIC é um momento de professores e coordenadores compartilharem o que há de mais novo no que diz respeito à Educação Infantil. “Professor de Educação Infantil não dá aula, ele organiza as experiências que são vividas pelas crianças no cotidiano escolar. Então, o programa vem nos ajudar nessa formação de professores para que eles consigam entender as especificidades da criança e para que eles lancem novos olhares para as práticas pedagógicas que desenvolvem dentro da escola. Neste terceiro módulo, em que se trabalha muito a perspectiva da formação da leitura na criança, os educadores têm a oportunidade de se constituírem leitores literários para que eles consigam, então, fazer essa transposição didática e trabalhar a formação dos pequenos leitores no espaço escolar”, defendeu Maria do Carmo.

A formação do terceiro módulo do PNAIC em Minas Gerais acontece até o dia 28 de abril em Belo Horizonte e outros cinco municípios mineiros, de acordo com a localidade onde as demais universidades parceiras estão inseridas: Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG, em Belo Horizonte), Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF, em Juiz de Fora), Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes, em Montes Claros), Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM, em Téofilo Otoni), Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP, polo Poços de Caldas) e Universidade Federal de Uberlândia (UFU, em Uberlândia).

Enviar para impressão