Os alunos e professores da rede pública estadual de Minas Gerais tiveram acesso, na última semana, ao volume II dos Planos de Estudos Tutorados (PETs). O material, que é gratuito, continua sendo desenvolvido pela Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) neste momento em que as atividades escolares presenciais estão suspensas devido à pandemia da Covid-19. Elaborado com base no Currículo Referência de Minas Gerais (CRMG), o material é feito por professores da rede em regime de colaboração com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e com as universidades mineiras.

As apostilas programadas para este novo período dão sequência aos conteúdos que já vinham sendo trabalhados no volume anterior, de acordo com cada disciplina e ano de escolaridade do aluno. E, para que cada estudante consiga tirar o melhor proveito das atividades, algumas dicas podem ser importantes para o momento de trabalhar com os PETs.

Os PETs são usados na rede como material de estudo e como guia para nortear as atividades. Contudo, não são livros didáticos e as escolas e professores podem incrementar o conteúdo com outras ferramentas no momento de trabalhar as disciplinas com os estudantes.

É importante que cada aluno fique atento no momento de estudar para conseguir absorver o conteúdo da melhor forma. Para isso, a subsecretária de Desenvolvimento da Educação Básica da SEE/MG, Geniana Faria, destaca a importância de se estabelecer uma rotina diária. Ela orienta que os estudantes devem sempre seguir os mesmos horários das aulas presenciais para estabelecer o momento de trabalhar com o material.

Ainda de acordo com Geniana, os alunos, ao receberem o material, não precisam trabalhar com todo o conteúdo de uma única vez. “É importante que os estudantes compreendam que o PET, por mais que estejam recebendo o material mensal e todo de uma vez, ele está construído semanalmente. Não precisa fazer as atividades todas em um dia só. O aluno precisa ter este cuidado. Ele pode organizar sua semana”, disse. A subsecretária ressalta, ainda, que é importante que cada estudante mantenha, também, a sua rotina de descanso.

Outro ponto destacado por Geniana é o de que as apostilas do PET servem como importantes guias, mas que os alunos também devem utilizar outros recursos como complemento. Além disso, é essencial que não deixem passar dúvidas sobre o conteúdo, podendo consultar o professor via chat do aplicativo Conexão Escola ou as aulas do programa Se Liga na Educação. “Consulte seu livro didático, ele é uma ferramenta importante para subsidiar esse momento do estudante, e tire as dúvidas com o professor. Importante que toda dúvida que o estudante tiver, ele deixe ali reservado para que, no momento da interação com o professor, ele possa esclarecer”.

Regime de Estudo não Presencial

O Regime de Estudo não Presencial busca proporcionar a continuidade da relação com a escola, ainda que de forma não presencial, para que os estudantes não percam de forma brusca o contato com a atividade escolar evitando, assim, que venham a abandonar completamente os estudos e garantindo o direito de educação de todos os estudantes.

Assim, de acordo com Geniana Faria, é importante que o aluno faça esse plano de estudo conforme as apostilas. “É fundamental que o aluno tenha feito todo o processo, todo o procedimento, conforme a orientação que vem em cada uma das apostilas. Desta forma, no retorno, no momento da avaliação diagnóstica, a gente vai ter um retrato mais assertivo da situação de cada um desses estudantes, de maneira que possamos pensar no melhor planejamento para cada um deles”, afirma.

Todas as unidades propostas para os PETs ficam disponíveis virtualmente e, de forma gratuita, para serem baixadas pelos alunos e professores. O material pode ser acessado no site estudeemcasa.educacao.mg.gov.br ou no aplicativo Conexão Escola. Os alunos que não têm acesso à internet recebem o material impresso. A organização do processo de entrega do PET impresso aos estudantes é feita pela escola, apoiada pela sua respectiva Superintendência Regional de Ensino (SRE). Para que as unidades de ensino possam fazer as impressões das apostilas para os alunos que necessitam, a SEE/MG autorizou a utilização da verba de manutenção e custeio enviada às caixas escolares.

Dicas de estudos

Estabeleça uma rotina de estudos;
Estude nas apostilas do Plano de Estudo de Tutorado (PET) nos mesmos horários em que teria as aulas presenciais;
Anote as dúvidas;
Use o livro didático como ferramenta de complemento do conteúdo;
Se possível, acompanhe as teleaulas do Se Liga na Educação. Elas ficam disponíveis no site estudeemcasa.educacao.mg.gov.br e no aplicativo Conexão Escola, que tem a navegação gratuita para os alunos e professores;
Faça as atividades conforme o planejamento dos PETs para cada semana;
Não corra para fazer todo o conteúdo do mês de uma única vez;
Escolha um lugar tranquilo para estudar;
Respeite o período de descanso.