Gide foi totalmente adaptada e suas ações serão voltadas para o acompanhamento e monitoramento do processo de aprendizagem por meio do ensino remoto

Com a suspensão das aulas presenciais devido à pandemia da Covid-19, a Gestão Integrada da Educação Avançada (Gide) foi totalmente adaptada e suas ações estão voltadas para o acompanhamento e monitoramento do processo de aprendizagem por meio do ensino remoto. Para o desenvolvimento da iniciativa, as escolas da rede pública estadual que ofertam o ensino fundamental e participam do Programa Gestão pela Aprendizagem estão elaborando seus planos de ação e estabelecendo estratégias de implementação.

Para a elaboração dos planos de ação, as escolas contam com o apoio do Núcleo Gide da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG), dos coordenadores e multiplicadores das Superintendências Regionais de Ensino (SREs) e da equipe da Fundação de Desenvolvimento Gerencial (FDE), que é parceira da SEE/MG na iniciativa.

Na SRE Metropolitana B, 21 escolas estaduais participam do Programa e todas estão em processo de construção dos planos. Para que a ferramenta seja efetiva, a primeira parte do processo consiste em conhecer bem a escola e suas necessidades, como explica o coordenador Gide pela regional, José de Paula Ribeiro.

“Estamos elaborando os planos junto com as escolas. O primeiro passo é conversar com os educadores para entender qual é a situação da unidade escolar e como podemos ajudar na reflexão. Depois, são escolhidas as causas mais relevantes e a escola identifica onde ela precisa agir. Em seguida, são criados os procedimentos que deverão ser trabalhados pela unidade de ensino. O plano de ação deve ser divulgado para toda comunidade escolar”, afirma José de Paula.

Para o coordenador, o desenvolvimento da iniciativa tem sido muito gratificante. “É enriquecedor quando a gestão da escola percebe que muitas das ações já estavam sendo realizadas e que faltava, apenas, serem inseridas em um planejamento específico”, conclui.

Na Escola Estadual Melo Viana, em Belo Horizonte, o plano já foi concluído. Agora, eles estão na fase de alinhamento. “Já identificamos as ações que temos que desenvolver e, agora, vamos colocar em prática”, afirma o diretor da escola, Marco Paulo Figueiredo Tamm.

A iniciativa

O Programa Gestão pela Aprendizagem, voltado para o ensino fundamental, tem como foco o fortalecimento da gestão escolar. Desde o ano passado, a partir de uma parceria com a Fundação de Desenvolvimento Gerencial (FDG), 252 escolas que oferecem o ensino fundamental passaram a contar com a aplicação de uma metodologia conhecida como Gestão Integrada da Educação Avançada (Gide Avançada), que unifica e direciona os esforços e recursos da escola em metas e ações para a melhoria de seus resultados e processos.


A Gide é apoiada em um indicador próprio, o Índice de Formação de Cidadania e Responsabilidade Social (IFC/RS), que possibilita um diagnóstico mais rápido e assertivo das causas prioritárias que influenciam os resultados escolares. Nesse sentido, com o diagnóstico da realidade gerencial, a escola poderá elaborar um plano de ação focado na melhoria dos resultados de aprendizagem.