Unidades de ensino se mobilizam para comemorar a data. Foto. Arquivo  Escola Estadual  Menino Jesus de Praga

Um gênero literário que estimula a imaginação, exprime sentimentos e que tem uma forma estética diferenciada. É assim que a poesia é vista em escolas estaduais mineiras e são essas características que fazem com que ela seja fonte de inspiração para vários projetos.

Na Escola Estadual Arthur Berganholi, em Araçuaí, há cerca de oito anos acontece o Sarau de Poesia. O objetivo da ação é estimular a leitura do gênero textual. “É muito importante o estudante conhecer a poesia porque ela dá a oportunidade de conhecer um mundo diferente e de explorar todo imaginário. No nosso projeto também trabalhamos entonação correta”, conta a supervisora, Lourdes Aparecida Tanure Oliveira.

Para a realização da iniciativa, a cada ano é escolhido um tema e as turmas escolhem as poesias que serão trabalhadas. Para o final do ano, são organizadas diferentes apresentações.

Além de envolver alunos, o projeto também conta com a participação de toda a família. “Antes a atividade era desenvolvida em novembro, mas a pedido dos pais e responsáveis passamos para dezembro por ser uma época em que eles podem participar. Os responsáveis se empenham muito e ajudam em toda organização. A escola fica muito cheia”, conta Lourdes.

A família da aluna do 4º ano do ensino fundamental, Yasmin Oliveira Santos, sempre participa das apresentações. A estudante elogia o projeto e conta o que mais a encanta na poesia. “É uma ação que eu gosto muito. Antes de apresentar, nós ensaiamos e a professora nos ajuda. O que mais me chama atenção são as rimas. Acho bonito ver as pessoas declamando”, revela.

Já na Escola Estadual Menino Jesus de Praga, em Caratinga, é o Recital de Poesia que estimula os alunos a conhecerem o gênero. O evento, que acontece sempre no segundo semestre, é dividido em etapas e conta com a participação da comunidade escolar.

Na unidade escolar, o primeiro passo é fazer com que a família e os alunos escolham uma poesia para apresentar em sala de aula. Os estudantes decoram o texto e recitam em sala. A partir de critérios como expressão facial, corporal e entonação, são selecionados os alunos que vão para a segunda fase.

Na segunda etapa, os alunos também se apresentam e são escolhidos os que farão a apresentação final. “Convidamos um júri com representantes da comunidade e os estudantes preparam vários tipos de apresentações. É um evento aberto para todos”, conta a diretora da escola, Ivone da Gloria Rodrigues Lopes. Todos os alunos que participam são certificados pela escola e os vencedores da etapa final recebem medalhas.

Este ano, o recital está em sua 30º edição e, segundo Ivone, muitos pais de alunos já participaram do projeto quando ainda estudavam na escola. “A família abraça o projeto. Temos pais e/ou responsáveis que estudaram na escola e vivenciaram o projeto enquanto alunos. Agora, participam vendo o trabalho e o aprendizado dos filhos”, conclui.

Em 2019, o aluno do 3º ano do ensino fundamental, Yan Batista Correia do Nascimento, foi um dos destaques do recital. Ele fala de todo apoio e envolvimento da família. “Minha mãe me ajudou a escolher a poesia e me ajudou, também, a estudar. Me dediquei muito. Achei que não ia ganhar, mas fui passando de fase e consegui. Agora gosto ainda mais de ler poesia”.


Dia Mundial da Poesia

O dia 21 de março é comemorado o Dia Mundial da Poesia. A data foi criada na XXX Conferência Geral da UNESCO, em 16 de novembro de 1999. O objetivo deste dia é promover a leitura, escrita, publicação e ensino da poesia em todo o mundo.

Já no Brasil, a lei federal 13.131/2015 determina o dia nacional da Poesia, que é celebrado em 31 de outubro, em homenagem à data de nascimento de Carlos Drummond de Andrade.