Novo telhado, cozinha reconstruída, melhorias na parte elétrica, banheiros reformados, pintura da escola e das salas de aula, além de um jardim revitalizado. Essa é a nova realidade da Escola Estadual José Bonifácio Nogueira, em Ribeirão das Neves, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). A unidade escolar é uma das mais de 770 escolas públicas estaduais que integram o Programa Mãos à Obra na Escola e que receberam recursos da Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerias (SEE/MG) para a realização de reforma da infraestrutura escolar.

De acordo com a diretora da E.E José Bonifácio Nogueira, Hélia Castro Gonçalves, a unidade escolar aguardava pela obra há cerca de 4 anos e todas as melhorias trouxeram um outro olhar sobre a escola. “As obras terminaram neste mês de dezembro. A escola estava precisando muito dessa intervenção. Ela apresentava muitos problemas de infraestrutura. Quando chovia, por exemplo, nosso telhado não aguentava e goteiras apareciam. Agora temos um lugar mais cuidado. Percebi que a reforma causou, nos estudantes, uma vontade de ficar mais na escola, de estar mais tempo aqui”, destaca. A escola recebeu cerca de R$350 mil para a realização das obras.

Em menos de um ano desde a implantação, o programa, lançado em maio de 2019, já destinou cerca de R$120 milhões para as obras de reforma e de revitalização das unidades escolares em mais de 350 municípios mineiros. A 3º fase da iniciativa, e a mais expressiva, foi anunciada em dezembro com o investimento de mais de R$70 milhões. Além dos valores destinados para as obras, outros R$23 milhões também foram destinados para a aquisição de novos mobiliários e equipamentos para as escolas.

No município de Ferros, o muro com problemas na estrutura preocupava a diretora da Escola Estadual Silveira Drummond, Madalena Fernandes Oliveira Melo. Segundo ela, durante todo o ano de 2018 ficou aguardando o repasse de verba para a reconstrução do muro e que ficou muito feliz quando teve a informação, neste ano, de que a escola receberia os recursos para a intervenção. “Eu achei essa ação do governo de grande importância para as escolas estaduais. Se a escola estiver arrumada, ela se torna um ambiente motivador. O estudante tem mais interesse em permanecer na escola”, ressaltou.

Com o anúncio da 3ª etapa do Mãos à Obra na Escola, a secretária de Estado de Educação, Julia Sant’Anna, destacou que conseguiu atender a todas as demandas emergenciais de infraestrutura encontradas no início da gestão. “O que encontramos quando assumimos foram 499 termos de compromissos emergenciais. O programa se debruçou nessas situações e a nossa prioridade foi fazer esse atendimento. Com o Mãos à Obra na Escola temos a tranquilidade de falar que, em termos de situações emergenciais já sinalizadas, nós conseguimos sanear”, afirmou.

Novas intervenções

Com o anúncio da 3º etapa do Programa Mãos à Obra na Escola, mais de 480 escolas estaduais receberão obras de intervenção da infraestrutura escolar. No município de Coronel Murta, a Escola Estadual Arthur Antônio Fernandes vai fazer a reforma geral da unidade escolar, com a construção de novos banheiros, novas salas de aula, troca de pisos, troca de janelas e muitas outras melhorias.

De acordo com a diretora da unidade, Eliabe Rodrigues Araújo, a notícia da reforma na escola agradou toda a comunidade escolar que está muito feliz e ansiosa para ver a escola reformada. “Era um sonho que tínhamos. A escola é muito importante para a comunidade. Fechamos o ano com essa boa notícia. Estamos todos agora na expectativa para os próximos passos, para o início da obra”, comemora.