Dando continuidade ao projeto de conhecer de perto a realidade das Superintendências Regionais de Ensino (SREs) de Minas Gerais, a secretária de Estado de Educação, Julia Sant’Anna, esteve em São João del-Rei, na região do Campo das Vertentes. Além de visitar a sede da SRE, conversar com os servidores e se reunir com os 39 diretores das escolas estaduais da regional, a secretária também esteve na Escola Estadual Doutor Garcia de Lima.

Na sede da SRE, ela conversou com os servidores sobre como é o dia a dia de trabalho. Em seguida, participou de uma reunião com todos os diretores das escolas estaduais da região. Na ocasião, Julia escutou as demandas e as dificuldades da categoria e pode explicar e comemorar os resultados das ações que a pasta vem implantando para priorizar a aprendizagem dos estudantes da rede.

“Eu percebo, cada vez que viajo para conhecer uma regional, como cada parte do Estado tem sua particularidade, sua cultura e suas demandas. A nossa expectativa é criar uma agenda de visitas a cada uma das SREs para conversar com os servidores, educadores e gestores da região. São nessas visitas que conseguimos nos organizar e entender quais são as prioridades de atendimento em cada regional”, comentou a secretária Julia.

a secretária de Estado de Educação, Julia Sant’Anna, esteve em São João del-Rei, na região do Campo das Vertentes.

Reunião com os diretores

Entre as ações do Programa Gestão pela Aprendizagem, iniciativa da SEE, está a Busca Ativa, que trouxe de volta para as salas de aulas de Minas Gerais cerca de 15 mil alunos que estavam quase abandonando a escola. Na reunião com os diretores, a secretária ouviu como foi o desenvolvimento da iniciativa na região.

Na SRE de São João del-Rei, a Escola Estadual Maurício Zikhia, no município de Ijaci, foi a que conseguiu resgatar o maior número de alunos. A diretora da escola, Andrea Luciana Roquini, contou que o trabalho foi feito individualmente e com muito cuidado. “Nós fomos de um em um. Nós buscamos com muita boa vontade, foi tudo na base da conversa”. Ainda de acordo com Andrea, a escola não vai parar de buscar seus alunos. Para ela, lugar de estudante é dentro da sala de aula. “A nossa busca vai continuar. O nosso serviço é procurar os alunos que estão infrequentes, que têm baixo rendimento para melhorar”, afirmou.

O diretor da Escola Estadual Tomé Portes del Rei, Diorge Juliano Silva, destacou a iniciativa e falou da importância da agenda para os gestores escolares. “Importante a nossa comunicação direta com a secretária de Educação. Importante ter a secretária diretamente conosco, ter essa aproximação. Ela conhece mais da nossa situação e nós também podemos levar para os funcionários, para a comunidade as informações que ela traz”, afirmou.

 

Melhorias na gestão e na infraestrutura

Outro assunto abordado na reunião foi a melhoria na infraestrutura das unidades escolares. A diretora da Escola Estadual Bejamim Guimarães no município de Bom Sucesso, Patrícia Santos Carvalho, ressaltou os trabalhos de intervenção que a escola está fazendo a partir do Programa Mãos à Obra na Escola. “Nós recebemos o recurso da obra do telhado por meio do Programa. A obra já foi feita porque a biblioteca estava inundando. Estamos preparados para as chuvas desse ano pois o telhado da biblioteca está pronto”.

A melhoria na gestão e no acompanhamento das escolas também foi um ponto colocado. A diretora da Escola Estadual Afonso Pena Junior, na cidade de São Tiago, Beatriz Antônia de Oliveira Silva, falou do auxílio que a SEE está dando para o dia a dia das escolas. “A parte de gestão melhorou muito. Desde o início do ano, eu já percebi uma mudança significativa. Quando se mandava uma exigência da escola, já vem como que precisa ser feito, com caminho e com direcionamento. As respostas são mais rápidas e mais objetivas”, enfatizou.

 

Visita à escola

Em sua agenda na cidade de São João del-Rei, a secretária também visitou a Escola Estadual Doutor Garcia de Lima. A diretora Rosana Andrea Cipriani Giarola falou sobre o trabalho que a escola desenvolve junto aos alunos com deficiência. “Há muitos anos trabalhamos com a educação inclusiva. Começamos com um número pequeno e fomos ampliando o atendimento. Diferentes atividades são propostas para esses alunos. Temos um aluno, por exemplo, que hoje escreve poesias”, comentou.

Secretária visitou espaço destinado aos reparos e consertos dos mobiliários da Escola Estadual Doutor Garcia de Lima. Foto: Ana Luzia Faria

Outro ponto de destaque na escola é o espaço destinado aos reparos e consertos dos mobiliários da unidade. O responsável por essa atividade é o senhor Erlon Raimundo Alves. Ele consegue transformar as carteiras e cadeiras danificadas da escola em móveis novos e prontos para serem usados, novamente, nas salas de aula.