Governador Romeu Zema e secretária de Estado de Educação Julia Sant'Anna visitam Escola Estadual Murgy Hibraim Sarah, em Santa Luzia, na Grande BH. Foto: Franciele Xavier (SEE/MG)

As aulas da rede estadual de ensino começaram nesta quinta-feira (7) em Minas Gerais e as expectativas da Secretaria de Estado de Educação (SEE) são positivas: espera-se que, em 2019, aconteça a retomada da educação mineira por meio de um acompanhamento mais próximo em cada uma das 3.651 escolas estaduais para viabilizar apoio às equipes técnicas e pedagógicas, aos professores, demais educadores e estudantes.

A secretária de Estado de Educação, Julia Sant’Anna, visitou a Escola Estadual Murgy Hibraim Sarah, em Santa Luzia, na Grande Belo Horizonte, para dar boas vindas à comunidade escolar e afirma que, apesar de todas as dificuldades financeiras, a prioridade é viabilizar a garantia de aprendizagem dos alunos. Para isso, a SEE está voltada para viabilizar a boa execução dos recursos públicos e conhecer as dificuldades de cada unidade escolar, para que os gastos sejam direcionados exatamente ao que a rede precisa. “A gente começa o ano letivo hoje e é fundamental a presença da Secretaria de Educação nas escolas para saber os desafios, abraçar a equipe e ajudar a solucionar as dificuldades, principalmente pedagógicas, para viabilizar a tão merecida e necessária melhoria da educação pública em Minas Gerais”, afirmou Julia.

Melhores índices educacionais também são o foco da Secretaria de Educação para a rede estadual de ensino. De acordo com Julia Sant’Anna, a garantia da melhoria do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) de Minas Gerais é um ponto muito importante. “Minas Gerais vive, infelizmente, uma injustiça em relação ao IDEB. Temos uma educação muito boa, somos o 4º Estado em proficiência no Ensino Médio, mas a questão do fluxo é realmente desafiadora, e em relação a isso ocupamos a 20ª posição. Isso nos diz que temos dificuldades em garantir a manutenção dos alunos nas escolas. Então um objetivo muito significativo da Secretaria de Educação será, neste ano, viabilizar formas de as escolas garantirem o retorno dos estudantes às salas de aula para que, efetivamente, essa nossa educação, que é tão boa, possa ser garantida aos jovens da nossa rede” , disse a secretária.

Governador e secretária de Estado de Educação visitam escola na Grande BH

Para dar boas vindas no início de mais um ano letivo na rede estadual de ensino de Minas Gerais, o governador Romeu Zema e a secretária de Estado de Educação, Julia Sant’Anna, visitaram a Escola Estadual Murgy Hibraim Sarah, em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte, na manhã desta quinta-feira (7), data oficial de volta às aulas no Estado.

Zema e Julia visitaram salas de aula, biblioteca, cantina e sala dos professores para ouvir e conversar com estudantes, professores, auxiliares de Educação Básica, a diretora e sua vice e outros educadores.

Em um bate-papo com os alunos do 1º ano do Ensino Médio, durante a aula de geografia, o governador deixou sua mensagem. “O que falo pra vocês é o que os meus filhos sempre escutaram: o que faz diferença na vida é estudar. Não percam essa oportunidade. E apesar das dificuldades do Estado de Minas Gerais, estamos trabalhando e fazendo o possível para que esta escola e as outras cerca de 3.600 funcionem adequadamente em todo o Estado. Vocês estão de parabéns porque poucos chegam aonde vocês chegaram. Mas quero que todos concluam o Ensino Médio e, se possível, entrem para a faculdade. Sejam bons naquilo que escolherem fazer. Desejo sucesso a todos vocês, e não percam esse momento que vocês estão tendo na vida”, disse Romeu Zema. O recado aos alunos presentes na biblioteca também foi sobre a importância dos estudos.

A diretora da escola, Marilda Marques, afirma estar animada para o início de mais um ano letivo. “Iniciei minha carreira nesta escola há 32 anos, e estou na direção a 11 anos e meio. Os alunos gostam muito daqui porque eles reconhecem que é o lugar onde eles se socializam, aprendem, e se sentem valorizados. Isso nos motiva a melhorar cada dia mais, tanto em relação à estrutura física quanto à questão pedagógica. Isso já foi falado nas reuniões de planeamento que tivemos durante os dias 4, 5 e 6 de fevereiro, e todos os educadores desta escola, desde as auxiliares até a direção, que compõem um corpo técnico muito bom, têm a consciência de que sempre devemos buscar a excelência em prol da educação destes jovens”, disse a diretora.

 

Início adiado para 11 de fevereiro em Brumadinho

Em função do rompimento da barragem em Brumadinho, o ano letivo das três escolas estaduais do município terá inicio no dia 11 de fevereiro. São elas: Escola Estadual Paulina Aluotto Ferreira, Escola Estadual Paulo Neto Alkimim e Escola Estadual Abelardo Duarte Passos. A flexibilização do calendário escolar na região não trará nenhum prejuízo no cumprimento dos 200 dias letivos e da carga horária anual dos estudantes.

A SEE monitora a situação na região com o objetivo de prestar todo apoio necessário para a comunidade escolar e já iniciou, em parceria com as Secretarias de Estado de DVisita de boas vindas ao ano letivo de 2019 na Escola Estadual Murgy Hibraim Sarah contou com roda de conversa entre o governador Romeu Zema, secretária de Estado de Educação Julia Sant'Anna e os servidores da unidade escolar. Foto: Gil Leonardi / Imprensa MGesenvolvimento Social e Meio Ambiente, Secretaria Municipal de Educação de Brumadinho e organizações de assistências social e educacional, a construção de um plano de apoio socioemocional a ser desenvolvido com os estudantes, professores e demais educadores de Brumadinho.

Enviar para impressão