Nesta sexta-feira, a iniciativa será tema de entrevista no Programa Mistura Fina, às 18 horas

Os vídeos vencedores do concurso pedagógico Desconstruindo Práticas Machistas no Cotidiano Escolar, iniciativa realizada pela Secretaria de Estado de Educação (SEE), em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos, Participação Social e Cidadania de Minas Gerais (SEDPAC), estão sendo exibidos nos intervalos da programação da Rede Minas. Entre os vídeos inscritos no concurso, foram selecionados dez vencedores. A iniciativa será o tema de entrevista no Programa Mistura Fina, da mesma emissora, nesta sexta-feira (7/12), a partir das 18 horas.

No programa, serão entrevistados representantes de três dos 10 vídeos vencedores: o aluno Lucas Henrique Silva Amorim, da Escola Estadual Carlos Lúcio de Assis, de Betim, que produziu o vídeo “Um novo olhar sobre o machismo”; a aluna Julia Cecília, da Escola Estadual Professor João Fernandino Júnior, de Sete Lagoas, responsável pelo vídeo “Empoderamento de jovens meninas na escola”; e o professor Fernando Rosa, da Escola Estadual Pedro II, de Belo Horizonte, que orientou a produção do vídeo “Elas tem Viva Voz”.

Entre os 10 vídeos selecionados, que foram postados na página oficial da Secretaria de Estado de Educação no Facebook, a produção que figurou como o grande destaque no concurso foi “Você pode ser o que você quiser”, da Escola Estadual Delfim Moreira, do município de Santa Rita do Sapucaí, que recebeu o maior número de “curtidas” no Facebook. Foram 556 interações, de 30/6/18 a 1/7/18, contra 347 do segundo lugar, “Mexeu com uma, mexeu com todas”, produzido pela Escola Estadual João XXIII, de Itajubá.

O concurso

O objetivo do concurso foi debater o machismo e a importância da desconstrução dessa prática dentro das escolas. Cada escola estadual pôde enviar dois vídeos, um sobre cada eixo: “Empoderamento de Jovens Meninas”, que trata do reconhecimento das mulheres na sociedade, do seu valor, de suas conquistas e de suas lutas por direitos; e “Meninos Pelo Fim da Violência”, que pretende mostrar os jovens adolescentes como não como protagonistas dos atos violentos, e sim da luta pelo fim deles.

Os vídeos foram totalmente produzidos pelos estudantes, do roteiro à edição, e realizados com celulares, câmeras digitais ou outros equipamentos de filmagem. As inscrições ocorreram entre 08/03 a 18/05 e a seleção foi feita pela equipe da Coordenação de Direitos Humanos e Cidadania da SEE e da Subsecretaria de Políticas para as Mulheres, da SEDPAC.

Todos os vídeos vencedores estão sendo veiculados na programação da Rede Minas desde o dia 30 de novembro.

Confira abaixo os vídeos vencedores:

EE Carlos Lúcio de Assis, de Betim (SRE Metropolitana B) – vídeo “Um novo olhar sobre o machismo” https://youtu.be/POj245vAo5Q

EE Carmelita Carvalho Garcia, de Perdões (SRE Campo Belo) – vídeo “Rótulos” https://youtu.be/wCi2sg-ip6c

EE de Ensino Médio Cabanas, de Mariana (SRE de Ouro Preto) – vídeo “Deixa ela jogar” https://youtu.be/SxuSbPi948Y

EE Delfim Moreira, de Santa Rita do Sapucaí (SRE Pouso Alegre) – vídeo “Você pode ser o que você quiser” https://youtu.be/c_BipoCjmqU

EE João XXIII, de Itajubá (SRE Itajubá) – vídeo “Mexeu com uma, mexeu com todas” https://youtu.be/N2B0srjVFbk

EE João Fernandino Júnior, de Sete Lagoas (SRE Sete Lagoas) – vídeo “Empoderamento de jovens meninas na escola” https://youtu.be/yBzV4YjPDGI

EE Marquês de Sapucaí, de Delfim Moreira (SRE Itajubá) – vídeo “Voz silenciada” https://youtu.be/JMxN0x7g-Eo

EE Pedro II, de Belo Horizonte (SRE Metropolitana A) – vídeo “Ela tem viva voz” https://youtu.be/43DiOjXJvLE

EE Pedro Aleixo, de Belo Horizonte (SRE Metropolitana A) – vídeo “Espinho na carne” https://youtu.be/cXTJsMS50II

EE Carlos Ribeiro da Silva, de São Gonçalo do Pará (SRE Divinópolis) – vídeo “Sou mais eu”