Evento realizado ao longo de todo o dia, em Belo Horizonte, reuniu profissionais da área educacional que atuam dentro das unidades prisionais de Minas. Trocas de experiência e diretrizes de trabalho para o novo ano foram os eixos do trabalho

Mais de 50 servidores da área de educação e atendimento participaram, nesta terça-feira (27/11), do Encontro de Assistência Educacional da Secretaria de Estado de Administração Prisional de Minas Gerais. O evento realizado na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, discutiu a prática e os desafios da oferta de educação, em sentido amplo, às pessoas em privação de liberdade.

O encontro teve como principal objetivo o compartilhamento de experiências e a promoção do diálogo entre os diversos atores da assistência educacional da Seap. Entre eles destacam-se as pedagogas e pedagogos, responsáveis pelos Núcleos de Ensino e Profissionalização e os diretores de atendimento das unidades prisionais.

Encontro teve como principal objetivo o compartilhamento de experiências e a promoção do diálogo. Foto: Divulgação/Seap

O secretário adjunto da Seap, Marcelo José Gonçalves da Costa, enfatizou o alto grau de comprometimento do trabalho dos profissionais de educação no sistema prisional.

“Exercemos enquanto educadores do sistema prisional uma atividade voltada às pessoas que estão em um limite extremo, e que vai muito além da privação de liberdade, passa pela carência de direitos negados anteriormente pela sociedade e da esperança do próprio preso. Nossa função nesse cenário é a de resgate desses indivíduos por meio do conhecimento. E eu sei que o envolvimento dos servidores neste processo vai muito além de um simples emprego”, afirmou.

Referências para o próximo ano

Ao final do Encontro de Assistência Educacional, foram realizados grupos de trabalho. Esta etapa culminou na elaboração de uma carta da assistência educacional. O documento será utilizado como guia para os trabalhos nesse campo para o ano de 2019.

O debate com mediação do diretor de ensino e profissionalização da Seap, Lucas Eduardo Pereira Silva, foi composto pelo coordenador Geral do Pronatec, Euler Darlan Neves; pela presidente da Fundação Pitágoras, Helena Neiva; a doutoranda em educação pela UFMG e pedagoga da Seap, Karol Amorim; a gerente de Projetos do Servas, Patrícia Velloso; e a diretora de Educação de Jovens e Adultos, da Secretaria de Estado de Educação (SEE),Thiene Carneiro.

Fonte: Agência Minas Gerais