Desde 2015, o Governo investe na qualidade da Educação. Na Educação Integral e Integrada, houve um aumento de 50% dos estudantes atendidos: no final de 2014, eram 101.819, e em 2017, esse número aumentou para 152 mil estudantes. A meta para o início do ano que vem é de 180 mil estudantes, podendo chegar a 300 mil no final da gestão. Além desse aumento, as ações de Educação Integral e Integrada foram incrementadas, com mais ofertas de atividades, em mais áreas e abrangendo outros espaços do território onde a escola se encontra.

As Escolas Polos de Educação Múltipla (Polem) é uma das estratégias da Política de Educação Integral e Integrada, implantada em agosto de 2017 pelo Decreto 47.227. No primeiro momento, são 58 Escolas Polem em todo o Estado, sendo 44 de Ensino Médio em Tempo Integral. No total, serão beneficiados 9.640 estudantes, mas a meta é ampliar para 268 Escolas Polem e 30 mil atendidos diretamente nas Polem, no final de 2018.

Para a escolha dessas unidades que se iniciaram em agosto de 2017, os critérios foram: uma escola por território de desenvolvimento; prioridade para cidades polo dos territórios, escolas que possuem atividades na Educação Integral nos eixos formativos de Esporte e Saúde e de Cultura e Artes e que ofertam concomitantemente Ensino Fundamental (Anos Finais) e Ensino Médio e que tenham possibilidade imediata de iniciar implantação das ações de empreendedorismo e formação profissional direcionadas aos estudantes do Ensino Médio.

As Escolas Polem vão receber obras de infraestrutura e kits de cozinha, utensílios e refeitórios, além de kits multimídia, mobiliário, esportivo e de conectividade. Os profissionais também vão receber capacitação específica.

Acesse a lista das 58 Escolas Polem

 

  

Notícias Educação Integral e Integrada Feed RSS

Documentos Educação Integral e Integrada