Mais de 235 mil profissionais da educação de escolas públicas e privadas de Minas Gerais participaram das formações oferecidas pela SEE/MG em 2019

Um dos grandes desafios para a implementação do Currículo Referência de Minas Gerais (CRMG) para a Educação Infantil e o Ensino Fundamental é a formação dos educadores. O estado conta com cerca de 12 mil escolas, entre municipais e estaduais, nos 853 municípios.

Para fazer com que os educadores se apropriem do documento, a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEEE/MG), em regime de colaboração com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação, seccional Minas Gerais (Undime-MG), já desenvolveu uma série de cursos gratuitos e a distância. As formações aconteceram ao longo de 2019 e contaram com a participação de mais de 235 mil cursistas.

Foram realizados três ciclos de webconferências que tiveram por objetivo apresentar aos profissionais da educação os componentes do CRMG. Todas as webconferências foram gravadas e podem ser acessadas no site curriculoreferencia.educacao.mg.gov.br. Também foram ofertados cursos a distância sobre temas como gestão de sala de aula e planejamento no contexto escolar. As formações foram realizadas pela Escola de Formação e Desenvolvimento Profissional de Educadores.

Além das capacitações on-line, a SEE/MG também promoveu uma formação presencial que contou com a participação de 500 articuladores e multiplicadores. Esses profissionais, da rede estadual e municipais de ensino, serão responsáveis por organizar oficinas em seus municípios para fazer o repasse do conteúdo da formação para os educadores.

Participação

Foi por meio dos cursos que a professora de matemática da Escola Estadual Professor Luiz Antônio Corrêa Oliveira e da Escola Estadual Rotary, ambas em Araxá, Carla Madalena Santos, conheceu mais a fundo o documento. “Foi um curso muito importante para que eu pudesse entender como vamos implementar o Currículo. Embora eu já esteja há muitos anos atuando como professora, eu precisava de entender melhor os eixos estruturadores e a melhor forma de atender os alunos”, afirma.

A professora Carla está entre os mais de 235 mil educadores que participaram das formações ofertadas pela SEE e Undime-MG. Foto: Arquivo Pessoal

A professora de Educação Especial da Escola Estadual de Itamogi, em Itamogi, Daniela Guiomar de Carvalho, participou do curso sobre gestão em sala de aula e, também, do curso Currículo Referência de Minas Gerais: conhecê-lo para implementá-lo. Para ela, as formações foram claras e didáticas e ajudarão no trabalho a ser desenvolvido. “O curso é um bom norte para os professores. Seria bom participar de mais capacitações, pois essas formações já foram um bom alicerce”, conclui.

Iniciativas em 2020

Para o ano de 2020, a SEE/MG e a Undime-MG já têm diversas ações de formação previstas. Até o final de fevereiro, serão disponibilizados mais dois ciclos de webconferências. Ainda no primeiro semestre, serão ofertados 12 cursos.

Também estão em processo de elaboração os cadernos pedagógicos orientadores que deverão auxiliar professores de todas as modalidades da Educação Infantil e do Ensino Fundamental. Além disso, os 500 articuladores e multiplicados também deverão participar de um novo ciclo de formação presencial.

Semana de formação

No dia 3 de fevereiro, terá início na rede estadual de ensino e em grande parte das escolas municipais do Estado o ano escolar, que é quando os educadores retornam para as escolas e iniciam o planejamento para o ano letivo. Ao longo de toda essa semana, os profissionais da educação terão a oportunidade de discutir um pouco mais sobre a implementação do CRMG em cada unidade escolar para que, no dia 10 de fevereiro, data em que tem início o ano letivo, o Currículo já esteja efetivamente em sala de aula.

Leia mais:

Currículo Referência de Minas Gerais para a Educação Infantil e Ensino Fundamental: uma construção coletiva 

Enviar para impressão