Na última semana, as escolas da rede estadual de ensino desenvolveram diferentes ações que tiveram por objetivo fomentar discussões com os jovens sobre seus anseios, sonhos e planejamento para o futuro. As atividades especiais fizeram parte da “Semana Estadual das Juventudes”.

Na Escola Estadual Bernardo Vasconcelos, em Uberaba, por exemplo, foram realizados debates e rodas de conversa. “A nossa dinâmica foi levar os jovens a refletirem sobre o papel deles na sociedade e sobre como eles se veem no futuro. Os alunos fizeram um jornal e trocaram cartas entre eles. É muito importante fomentar esse tipo de discussão na escola”, ressalta a especialista da educação, Silvia Argondizi. Para a culminância do trabalho os alunos criaram cartazes sobre a importância da educação.

Na Escola Estadual Deputado Carlos Peixoto Filho, em Ubá, alunos assistiram à apresentações de artistas locais. Foto: Arquivo da Escola

Já na Escola Estadual Deputado Carlos Peixoto Filho, em Ubá, as atividades da Semana Estadual das Juventudes foram utilizadas também para comemorar o Dia do Estudante. “Trouxemos artistas locais que fizeram apresentações para os estudantes dos três turnos. Também comemoramos o desempenho dos alunos no segundo bimestre. Atividades diferenciadas assim motivam os estudantes”, conta a diretora da escola, Fernanda Bodstein.

Representante da sua turma, o aluno do 3º ano do ensino médio, Vinicius de Oliveira Braga Xavier, conta como foi o debate na sua escola. “Em sala de aula, discutimos sobre o nosso futuro e a importância da educação para nós. Momentos assim são muito importantes”.

Dando continuidade às ações de integração entre os alunos, na próxima semana será realizada na escola a “Gincana Solidária”, na qual os estudantes serão divididos em equipes que participarão de provas esportivas e de ações sociais.

 

Semana Estadual das Juventudes

 Instituída pela Lei nº 22.413/2016, a Semana foi criada em consonância com o Dia Internacional da Juventude comemorado em 12 de agosto. A data foi instituída pela Assembleia Geral das Nações Unidas, com a recomendação da Conferência Mundial de Ministros Responsáveis pela Juventude, em 1999.