Estudantes retornarão às atividades letivas no próximo dia 29 de julho

A partir da próxima segunda-feira (15/7), alunos e professores da rede estadual de ensino terão um período de descanso. O recesso está previsto no calendário escolar e as aulas serão retomadas no dia 29 de julho.

O calendário escolar prevê, no ano, o desenvolvimento de atividades escolares em 200 dias letivos, carga horária mínima de 800 horas para os anos iniciais do ensino fundamental e 833 horas e 20 minutos para os anos finais do ensino fundamental e ensino médio.

O primeiro semestre de 2019 na rede pública estadual foi marcado pela realização de diversas atividades pedagógicas, além do desenvolvimento de diferentes iniciativas com foco na melhoria da gestão das escolas estaduais.

O primeiro passo foi a publicação da portaria SEE n° 248/2019, que instituiu um calendário escolar unificado. A Secretaria e as escolas realizaram seis campanhas nesta primeira metade do ano: lançamento de notas, lançamento de frequência, cadastro dos alunos, vinculação de professores, eliminação de matrículas duplicadas e enturmação. Todas elas com um único objetivo: ter uma gestão voltada para a melhoria da aprendizagem e da permanência dos alunos na escola.

Além disso, foram realizados dois sábados letivos: o primeiro aconteceu no dia 30 de março e teve como foco ações de intervenção pedagógica em leitura e escrita. O segundo aconteceu no dia 29 de junho e os estudantes participaram de atividades voltadas para a matemática. Também foram realizados dois aulões, que tiveram por objetivo contribuir na preparação dos estudantes para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Também no primeiro semestre ocorreu o processo de escolha dos diretores e vice-diretores de 3.326 escolas estaduais, nomeados no final do mês de junho. A reformulação da Educação Integral foi anunciada e teve início o Programa de Revitalização das escolas estaduais “Mãos à Obra na Escola”.

No fim de julho, com o retorno das aulas, várias ações já programas terão início. As escolas que participam da Educação Integral iniciarão um novo modelo e a rede vai receber novos 5,4 mil estudantes que irão ingressar na Educação Profissional. Já os professores participarão de formações para a implementação do Currículo Referência de Minas Gerais, que estará nas salas de aulas em 2020.

Foto de capa: Osvaldo Afonso / Imprensa MG