Na ocasião os profissionais da educação tiveram a oportunidade de debater diversos temas com a secretária

O intercâmbio de experiências marcou a reunião, realizada na última quarta-feira (11/9) entre a secretária de Estado de Educação, Julia Sant’Anna, e os diretores das 118 escolas da Superintendência Regional de Ensino (SRE) de Diamantina. A vista cumpre o objetivo da secretária de fazer uma gestão aberta ao diálogo e próxima das pessoas.

“É muito importante esse contato direto com os diretores das escolas. Minas é um Estado enorme e cada região tem suas peculiaridades. Escutar esses profissionais nos possibilita a fazer um trabalho cada vez melhor. Eu sempre aprendo muito nessas ocasiões. Estou levando todas as demandas e ideias levantadas nesse encontro para serem analisadas”, disse a secretária.

Reunião contou com a participação dos diretores de todas as escolas estaduais da regional. Foto: Arquivo SRE Diamantina

A iniciativa e a disponibilidade da secretária de Educação de ir até a regional foi elogiada pelos diretores de escolas. O diretor da Escola Estadual Maestra Aurora, no município de Carbonita, Adilson de Paula Ventura contou que essa é a primeira vez que uma secretária de Estado vai até eles falar de gestão e não de política.

“Nós vimos essa atitude como um ponto muito positivo. Destaco a fala da secretária dizendo que está fazendo uma gestão de Estado e não de mandato. E vejo isso com bons olhos, uma vez que tradicionalmente no estado de Minas Gerais as gestões têm sido muito mais de mandato”, disse. 

Para a diretora da Escola Estadual Professor Campos, no município de Itamardiba, Maria Marlene Fonseca, a tarde foi uma oportunidade de conhecer de perto a secretária de educação, o que de acordo com ela, faz toda diferença para o relacionamento com a categoria.

“O olho no olho, a presença, o ouvir e, principalmente, o compartilhar faz toda diferença”, afirmou a diretora.

Encontro aconteceu na última quarta-feira (11/9) . Foto: Arquivo SRE Diamantina

O superintendente regional de Diamantina, Leonardo Aparecida Soares, agradeceu a presença da secretária e destacou a habilidade da gestora de ouvir. Ele também elogiou as pautas apresentadas no encontro.

“Nós vamos sair daqui muito diferente do que entramos. E isso, por causa da qualidade das colocações apresentadas e pela participação intensa e qualificada de todos os presentes. Nós estamos em um contínuo processo de mudança, e por isso eu digo que esse foi um grande momento de aprendizagem sobre como se faz gestão. Nós nunca tivemos uma oportunidade como essa de uma secretária vir aqui para falar pouco e ouvir muito. Estamos felizes e gratificados com a presença dela e vamos levar para as nossas equipes e nossas escolas uma mensagem de esperança e de acreditar no nosso trabalho”, declarou o superintendente.

A SRE de Diamantina é a terceira a receber a visita da secretária Julia Sant’Anna, que pretende conhecer todas as 47 superintendências do Estado. “Já estive na regional de Montes Claros, no Norte de Minas e na de Monte Carmelo, no Triângulo Mineiro. Fiz uma pausa nas visitas em razão do programa Transforma Minas, que selecionou os superintendentes. Mas, agora que a seleção já foi finalizada na maioria das regionais, retomamos esse projeto”, afirmou.

Secretária também conheceu as dependências da SRE. Foto: Arquivo SRE Diamantina

Superintendência Regional de Ensino 

Durante a visita na sede da superintendência, Julia Sant’Anna teve a oportunidade de conversar com os servidores sobre os processos recentemente adotados pela secretaria. Entre eles está o controle do lançamento de frequências e notas. Em conversa coma a secretária, a servidora Lucimária Aparecida da Cunha Santos afirmou que a medida auxilia a melhorar o desempenho do aluno em sala de aula. “Nós temos em tempo real o número de alunos que estão com dificuldade de aprendizagem e o professor pode fazer uma intervenção em tempo hábil, de forma que isso vai no influenciar no resultado do nosso aluno no final do ano. Não só para ele ser aprovado, mas para que ele tenha realmente um aproveitamento”, alegou.

Enviar para impressão