Toda a comunidade do entorno da escola é convidada a participar das atividades realizadas pelos estudantes. Foto: Arquivo/Escola 

A educação financeira faz parte do dia a dia dos alunos da Escola Estadual General Carneiro, no município de São Roque de Minas, na região Oeste do estado. Desde 2012, a escola desenvolve o projeto “Educação Empreendedora, Cooperativista e Financeira” e estimula os alunos a trabalharem a educação financeira. A ação é desenvolvida com os alunos do 6º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio.

“Os estudantes participam de aulas teóricas e práticas. Eles criam uma cooperativa e uma empresa e têm que lançar um produto que será comercializado no dia da nossa feira empreendedora. A organização financeira e logística é trabalhada ao longo de todo o ano”, destaca a orientadora educacional da escola, Ednéia Machado.

Amanda Cunha Pereira é aluna do 3º ano do ensino médio e desde que estava no 8º ano do ensino fundamental tem uma empresa montada com sua turma. “No início tínhamos uma cooperativa de artesanato e comidas típicas. Agora temos uma empresa de macarrão e pizzas que chama ‘Adrenali Massas’. O dinheiro que arrecadamos com a venda dos alimentos será utilizado na nossa formatura. Já temos cerca de R$ 7.500 e nossa expectativa é chegar a R$ 9.500”, conta.

Para estudante, participar do projeto a ajuda na escola e na vida pessoal. “Estimula a gente a pensar se vamos ter lucro ou não e como podemos nos organizar. Ano passado a nossa empresa foi a que teve mais lucro. Quando entrei para escola eu achava que dinheiro era fácil de ganhar. Depois que começamos eu vi que se queremos ganhar temos que correr atrás e trabalhar o mês inteiro para juntar o dinheiro e conseguir arrecadar a sobra”, diz.

Além da criação das empresas, na sala de aula o empreendedorismo também está presente. “Nossos professores foram capacitados e todos trabalham com o empreendedorismo. A professora de história, por exemplo, pode trabalhar o atendimento ao cliente e a de geografia a qualidade do produto. É tudo integrado”, afirma Ednéia. O projeto é desenvolvido na escola por meio Sicoob SaromCredi e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Alunas vendem chocolates durante a feira empreendedora. Foto: Arquivo/Escola

Semana Nacional de Educação Financeira

A Semana ENEF é uma iniciativa do Comitê Nacional de Educação Financeira (CONEF) para promover a Estratégia Nacional de Educação Financeira (ENEF). Entre os dias 20 e 24 de maio serão realizadas diversas ações educacionais gratuitas, com o objetivo de disseminar a educação financeira, previdenciária e de seguros, além de contribuir para o fortalecimento da cidadania e autonomia.

Na Escola Estadual General Carneiro serão realizadas atividades especiais com os estudantes. “Com os alunos do ensino fundamental vamos desenvolver uma oficina que vai trabalhar a questão do útil, necessário e o supérfluo. Vamos leva-los para a quadra, dividi-los em grupos e apresentar o seguinte desafio: é uma família com pai, mãe e dois filhos. O primeiro grupo listará o que é necessário para família viver durante um mês, o segundo o que seria útil e o terceiro o que seria supérfluo. Eles terão que fazer um raciocínio sobre o que é possível fazer para que a família consiga fechar a conta no final do mês ganhando um determinado salário”, conta Ednéia Machado. Já os alunos do ensino médio discutirão sobre sua vida financeira a partir da palestra “Educação de Finanças Pessoais.

Enviar para impressão