Inscrições devem ser feitas exclusivamente pela internet

Até o dia 27 de maio, profissionais que atuam na Educação Infantil ao Ensino Médio em escolas públicas e privadas de todo o país podem se inscrever para participar do “Prêmio Educador Nota 10”. A iniciativa da Fundação Victor Civita tem o objetivo de valorizar o trabalho docente e disseminar práticas educativas de sucesso.

As inscrições devem ser feitas exclusivamente pela internet pelo site https://premioeducadornota10.org/ . Os participantes deverão preencher a ficha de inscrição, disponível no site, com todos os dados para sua identificação pessoal e profissional. Confira aqui o regulamento do Prêmio

Podem se inscrever professores, diretores, coordenadores pedagógicos e orientadores educacionais, com mais de 18 anos. Também será permitida a participação de profissionais já premiados em edições anteriores desde que apresentem projetos inéditos. Os participantes deverão escolher umas das seguintes categorias: Educação Infantil; Anos Iniciais do Ensino Fundamental (do 1º ao 5º ano), incluindo Educação de Jovens e Adultos – EJA; Anos Finais do Ensino Fundamental (de 6º ao 9º ano), incluindo Educação de Jovens e Adultos – EJA; 1º ao 3º ano do Ensino Médio (incluindo Educação de Jovens e Adultos – EJA); Atendimento Educacional Especializado; Atividades complementares. Cada participante só poderá inscrever um trabalho.

Seleção
A seleção dos ganhadores será realizada por meio da análise dos trabalhos enviados durante o período de inscrições, com base nos critérios descritos no regulamento. Serão selecionadas 50 experiências educativas finalistas e dentre elas as 10 experiências educativas vencedoras. O Educador do Ano será escolhido entre os 10 melhores projetos.

O Prêmio

O Prêmio Educador Nota 10 foi criado em 1998 pela Fundação Victor Civita que, desde 2014, realiza a premiação em parceria com Abril, Globo e Fundação Roberto Marinho.

Participação mineira
Em 2018, a professora de Língua Portuguesa da Escola Estadual Padre Paulo, em Santo Antônio do Monte, Ana Cláudia Santos, foi destaque na categoria Ensino Médio do Prêmio e apresentou o projeto “O ser(tão) de cada um”. A iniciativa teve por objetivo valorizar a literatura e estimular os alunos a conhecerem a obra de Guimarães Rosa. A educadora estimulou ainda a produção de fotografias e vídeos.

Além de Ana Cláudia, a professora de Matemática da Escola Municipal Campos do Amaram, em São Sebastião do Paraíso, Elenir Novaes, também se destacou no Prêmio e faturou a categoria Ensino Fundamental I, com o projeto “De cor e salteado”.

Leia mais:
- Professora da rede estadual de ensino é vencedora do Prêmio Educador Nota 10